Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Segunda-feira, 23 de Janeiro de 2006 - Nº 1448 Edições Anteriores

Ubatudo Pousada das Cachoeiras Jornal Agito

Região
Praia imprópria pode provocar intoxicação
Fiscalização é feita pela Vigilância Sanitária
Na praia, criança trabalha como adulto
Calor requer cuidados com alimentação
UNITAU e Unimódulo assinam convênio


Caraguatatuba
Caraguaprev tem aumento de 70% em seu patrimônio em 2005
Caraguá DiverCidade tem atrações para todas as idades
Caraguá empresta paisagens a grandes marcas
Charlie Brown Jr leva milhares de pessoas à Praça de Eventos
MotoClube Tamoios comemora 8º aniversário na tenda do DiverCidade neste sábado 21 e domingo 22
A Câmara e os números de 2005
Balanço mostra números diferenciados
100% de leitos dos hotéis de Caraguá estão ocupados neste fim-de-semana


Ilhabela
-


São Sebastião
Grupo protesta contra tiros em Alcatrazes


Ubatuba
César rompe com PT e reforça tapa-buracos
Ex-prefeito vê lentidão em obras
Suspensas regalias de presas depois de rebelião em Ubatuba
Comtur promove cursos gratuitos neste mês
Secretaria de Cidadania e Desenvolvimento Social receberá verbas do Convênio Único de Proteção Social
Dia Nacional do Aposentado
Cartoon na Praia acontece no próximo final de semana na Praia Grande
Itamambuca pronta para feras do aéreo
Cedro, de Ubatuba, está entre as 15 "praias de sonho" do Brasil

Seções
Poesia
Carta do Leitor
Foto do Dia

Notícias da Região Topo

Praia imprópria pode provocar intoxicação

Litoral Norte - Praia saudável é praia limpa. Aguas contaminadas por grandes concentrações de coliformes fecais servem como transmissoras de bactérias ao corpo humano, que podem causar problemas de pele, vômito e diarréia.
"Se a pessoa está com resistência baixa, pode sofrer sintomas da poluição logo após o banho de mar e não vai saber o que aconteceu", disse o presidente da Cetesb (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental), Rubens Lara.
Segundo Lara, banhistas devem respeitar as orientações dos monitores contratados para a Operação Verão 2006 e observar as indicações das placas de balneabilidade instaladas nas praias. Das 184 praias do Litoral Norte, a Cetesb monitora 75 locais.
"Tomar banho em água poluída é procurar situação de risco. Ingerir água contaminada por bactérias leva a um quadro de vômitos e diarréia" disse o médico Pedro Henrique Silveira.
(Fonte: ValeParaibano)


Fiscalização é feita pela Vigilância Sanitária

Litoral Norte - Verifique e reclame às autoridades sanitárias das prefeituras do Litoral Norte casos de más condições de higiene observados em barraquinhas, bares e restaurantes. As equipes da Vigilância Sanitária são responsáveis pela fiscalização e autuação dos estabelecimentos irregulares. O telefone da Vigilância Sanitária de Caraguá é 3897-8208. Em São Sebastião, a prefeitura fornece o 0800-7710111. Os telefones gerais das prefeituras de Ilhabela e Ubatuba são 3896-9200 e 3834-1000. (Fonte: ValeParaibano)

Na praia, criança trabalha como adulto
Debaixo de sol e calor, menores deixam de lado as férias para ajudar a família; promotoria pede fiscalização

Litoral Norte - Dezenas de crianças são vistas diariamente trabalhando como ambulantes ou recolhendo latinhas nas praias do Litoral Norte. Elas abandonaram as férias escolares, estimuladas por adultos para ganhar dinheiro e ajudar os pais.
O trabalho na areia, sob o sol forte e calor escaldante, exige muito das crianças. Algumas começam a trabalhar às 8h e chegam a caminhar cerca de 20 quilômetros por dia, descalças, na areia quente, para ganhar R$ 10 por dia.
O MP (Ministério Público) considera o trabalho ilegal e pediu fiscalização por parte do Conselho Tutelar. As prefeituras da região alegam que as crianças são forçadas a trabalhar nas praias pelos pais ou pessoas de fora da região.
O menino J.B., 14 anos, que mora no bairro da Olaria, na periferia de Caraguá, disse que percorre a praia Martin de Sá, das 8h às 18h, todos os dias recolhendo latinhas. Ele disse que chega a faturar até R$ 20 por dia e entrega o dinheiro para a mãe comprar comida para a família.
O menino disse que se a família estivesse em melhores condições não trocaria suas férias pelo trabalho na praia. "O que posso fazer? Tenho que ajudar minha família", disse.
F.S., 12 anos, é outro menino que trocou as férias pelo trabalho à beira-mar. Ele estuda na terceira série de uma escola pública em Caraguá. F. percorre as areias das praias da cidade vendendo espetinhos de camarão preparados por sua mãe.
"Trabalho das 8h às 17h e chego a faturar R$ 50 nos fins-de-semana, mas se pudesse estaria brincando com meus amigos e jogando futebol", disse.
A menina R.P., 10 anos, e sua irmã F., 5 anos, percorrem as praias Martin de Sá e Prainha, ambas em Caraguá, oferecendo artesanato indígena trazido de Belém (PA). Elas ganham entre R$ 5 e R$ 10 por dia de trabalho. A pequena V., 1 ano, apenas acompanha as irmãs.
A mãe, a artesã S., disse que as meninas trabalham só de vez em quando nas praias. Ela disse que veio de Belém para trabalhar durante a temporada na cidade. Segundo ela, a família irá retornar na próxima para a cidade de origem por causa das aulas das crianças.
DE LONGE - R.S., 15 anos, veio de Salvador (BA) para vender rede nas praias de Ubatuba. Cada rede é vendida por R$ 25 mas, às vezes, para garantir a comida, Santos aceita até R$ 10 por uma delas. "Lá em Salvador tem muitos ambulantes nas praias. Aqui, tem mais espaço para a gente trabalhar", disse o menino.
Ele disse que fica muito cansado nas caminhadas feitas nas praias mas, sem percorrê-las, fica difícil vender alguma rede. R. disse também que sente muita saudade da família e que se pudesse estaria ao lado dela e curtindo suas férias.
A.O., 14 anos, toma conta de carros na Praia Dura, em Ubatuba. Ele passa o dia todo no local. Segundo ele, o trabalho é importante porque gera recursos para ajudar a família que mora no bairro do Rio Escuro. "Dá para ganhar uns trocados e ajudar a família", afirmou. Ele disse que vai trabalhar até o início das aulas.
FISCALIZAÇÃO - Segundo as prefeituras de Ubatuba e de Caraguá, as crianças que trabalham na orla durante a temporada são forçadas a atuarem como ambulantes por pessoas de fora da região, para evitarem problemas com a fiscalização.
Otoniel dos Santos, do Setor de Fiscalização do Comércio Ambulante de Ubatuba, disse que a legislação não permite liberação de alvará de ambulante para menores de idade.
O secretário de Urbanismo de Caraguá, Leandro Borela, afirmou que é proibido o trabalho das crianças nas praias. Segundo ele, o Conselho Tutelar deveria intensificar a fiscalização nas praias, principalmente na temporada. (Fonte: ValeParaibano)

Calor requer cuidados com alimentação
Petiscos expostos ao sol vendidos na praia podem ser perigosos; frituras devem ser evitadas

Litoral Norte - A temporada de verão no litoral requer cuidados extras em relação à saúde quando o assunto é preparo e consumo de alimentos.
O pico dos termômetros nas praias é diretamente proporcional à necessidade de maior hidratação do corpo e de aumento na vigilância de sintomas que podem sugerir uma intoxicação alimentar.
A alteração dos hábitos alimentares é comum nesta época do ano. Para combater o calor e prevenir intoxicações, deve-se procurar alimentos que possam hidratar o organismo e compensar as perdas de sais minerais.
Petiscos comprados de ambulantes ou em barracas de praia são sempre arriscados, principalmente quando não se pode garantir as condições de higiene de seu preparo e armazenamento. Além disso, alimentos em cestos expostos ao calor podem ter suas propriedades deterioradas.
O aumento da temperatura cria condições favoráveis para a multiplicação das bactérias. A intoxicação alimentar ocorre quando uma pessoa ingere alimentos contaminados por bactérias, como a salmonela, que causa infecções gastrointestinais. Já os crustáceos devem ser bem cozidos, pois podem conter vírus causadores da hepatite ou bactérias.
"Eu trabalho na praia e vejo os queijeiros usando as pedras como mesa para manipular os alimentos. Por isso, sempre trago uma geladeirinha com frutas e água", disse Ana Paula Santos, 36 anos, que divide com o namorado uma banca de aluguel de pranchas de surfe na Praia Grande, em Ubatuba.
O engenheiro civil Claudio Prolezi, 55 anos, passou apuros com sua filha de 21 anos devido a uma provável intoxicação causada por um camarão suspeito. "Nós temos tomado todo o cuidado, ainda mais depois que minha filha ingeriu camarão no primeiro dia na praia. No outro dia ela passou mal e vomitou muito. A gente tem evitado comprar essas coisas."
CONSUMO - Segundo a assistente técnica da Divisão de Alimentos da Vigilância Epidemiológica Estadual, o ideal é preparar os alimentos o mais próximo da hora do consumo.
"Nos quiosques, procure observar se a pessoa lava as mãos para manipular os alimentos depois que pegou dinheiro, por exemplo, para evitar a contaminação cruzada", disse.
Lindalva também lembrou de cuidados extras com o gelo que for consumido nas bebidas. "Você tem que fazer o gelo com a água que consome. Também não pode se esquecer de lavar o recipiente que vai receber o gelo." (Fonte: ValeParaibano)

UNITAU e Unimódulo assinam convênio
Parceria vai proporcionar três cursos de pós-graduação (lato sensu) no litoral

Litoral Norte - Os magníficos reitores da Universidade de Taubaté (UNITAU) prof. Dr. Nivaldo Zöllner e do Centro Universitário Módulo (Unimódulo – Caraguatatuba/SP) prof. Ms. Alexandre Gonçalves Nogueira celebraram nesta quinta, 19 de janeiro, a assinatura de um convênio de cooperação técnica-científica. A parceria propiciará três novos cursos de pós-graduação lato sensu no Litoral Norte: Administração Pública, Gerência Empresarial e Educação, História e Sociedade.
A coordenação pedagógica da parceria ficará a cargo da UNITAU, enquanto que a Unimódulo ficará responsável pela infra-estrutura, apoio mercadológico e logístico. Os cursos terão a duração de 18 meses e estão previstos para iniciar a partir de março. A aula inaugural, que é aberta ao público, está marcada para os dias 21 de fevereiro (sobre os cursos de Administração Pública e Gerência Empresarial) e 22 de fevereiro (sobre o curso de Educação, História e Sociedade), ambas a partir das 19h30, no anfiteatro da Unimódulo, em Caraguá.
Para o Reitor da Unimódulo, a parceria proporcionará um aprendizado mútuo e fortalecerá o ensino superior na região do Litoral. “Nossa idéia é aumentar, no futuro, o número de cursos oferecidos em conjunto com a UNITAU”, acrescenta. Já o reitor da UNITAU, salienta que a cooperação não se limita aos cursos, mas ao desenvolvimento conjunto de ações nas áreas social, técnica, científica, artística e cultural. “O convênio visa o estabelecimento de relações mútuas e o desenvolvimento de atividades de interesse comum, propiciando às comunidades da região do Litoral Norte Paulista uma maior integração nesses campos”.
UNITAU - Em 48 anos de ensino superior e 30 anos como universidade, a Universidade de Taubaté formou mais de 80.000 alunos que atuam no mercado de trabalho regional, nacional e mundial. A instituição oferece 41 cursos de Graduação e mais de 60 cursos de Pós-Graduação (Lato Sensu e Stricto Sensu).
Unimódulo - O Centro Universitário Módulo (Unimódulo), de Caraguatatuba, tem 30 anos de tradição no litoral, e cerca de 3.000 alunos atualmente, desde a educação básica até o ensino superior. Desde 1988, oferece ensino superior para o litoral. Em dezembro do ano passado, credenciou como Centro Universitário. (Fonte: UNITAU)

Notícias de Caraguatatuba Topo

O Guaruçá Caraguatatuba


Caraguaprev tem aumento de 70% em seu patrimônio em 2005

Caraguatatuba - O Instituto de Previdência do Município de Caraguatatuba-Caraguaprev fechou o ano de 2005 com um patrimônio equivalente a 70% a mais do que o valor registrado no início do mesmo ano. Para o presidente do Caraguaprev, Francisco Carlos Conceição, o resultado não poderia ser melhor. “Isso significa que estamos fazendo uma boa gestão”.
Os resultados atingiram a marca mesmo iniciando o pagamento dos servidores aposentados, a partir de março de 2005. Antes desse período era a Prefeitura que arcava com os salários dos aposentados e pensionistas municipais.
Mesmo considerando a nova alíquota, que aumentou de 8,5% para 11,5%, por imposição legal da nova Legislação Federal da Previdência, o resultado alcançado deve-se a boa administração do patrimônio. “A arrecadação foi de 27% em alíquotas, o patrimônio foi multiplicado devido às escolhas certas na hora de analisar e optar pelos melhores fundos, tanto para investir quanto na hora de migrar de um fundo para outro”, explicou o diretor financeiro do Caraguaprev, Ezequiel Guimãraes de Almeida.
“O segredo é que os recursos foram aplicados observando as condições de segurança, rentabilidade, solvência e liquidez, norteados pela Resolução do Banco Central-Conselho Monetário Nacional nº 3244, de 28 de outubro de 2004”, explicou o presidente do Caraguaprev, e além disso investimos nas instituições financeiras, oficiais do estado e nação, com sede na cidade. (Fonte: PMC)

Caraguá DiverCidade tem atrações para todas as idades
O projeto Caraguá DiverCidade promove o lazer e o entretemimento para turistas e moradores à beira mar, como música de boa qualidade e atrativos garatuitos para todas as idades. Dia 24, Demônios da Garoa trará brilho à Festa da Melhor Idade. Entrada franca.

Caraguatatuba - O projeto “DiverCidade” realizado pela Prefeitura de Caraguá, por meio da Secretaria de Turismo e apoio da Secretaria de Esportes, está oferecendo diariamente atividades recreativas e diversão gratuita para adultos e crianças. A programação vai de telão com apresentação da NET e clips musicais a apresentações de dança, música e teatro ao vivo.
Depois de muito agito com o Motoclube Tamoios SP 55, no final de semana, o Caraguá DiverCidade continua, com muitas opções de divertimento para turistas e moradores. Na segunda-feira, dia 19, o grupo Nosso Som dá o tom musical ao evento; às 21 horas será a vez da banda Petcho, de MPB.
Com o apoio do Fundo Social de Solidariedade de Caraguatatuba, o DiverCidade terá uma atração especial na semana que vem, o Dia da Melhor Idade, com apresentação da Orquestra de Violeiros, às 19 horas e do grupo Demônios da Garoa, às 21 horas. A programação começa às 17 horas, com muitas opções para a Melhor Idade.
O “DiverCidade” fica em uma tenda instalada ao lado da pista de skate, na Praça Ton Ferreira e oferece uma programação especial para as crianças: o “AnimAção”, que leva entretenimento à crianças de todas as idades, com os alunos de Turismo, Pedagogia e Educação Física do CEPROLIN e UNIMÓDULO, todos treinados por profissionais e técnicos em recreação. Pinturas no corpo levam a emoção de tatuar o corpo, lápis, giz e tinta colorida distraem e dão asas à criatividade.
Programação:
Dia 23
19h-Show Nosso Som
21h-Show Petcho MPB
Dia 24
17h-Dia da Melhor Idade
19h-Orquestra de Violeiros
21h-Demônios da Garoa
Dia 25
18h-Teatro
19h-Show Nosso Som
21h-Show Socando a Vara
Dia 26
20h-Show Canto da Quinta
21h-Dança de Rua
21h30-Dança do Ventre
22h30-Banda Triplix
Dia 27
19h-Dança na Praia
21h30-Teatro “Caso do Vestido”
21h30-Banda Puro Charme
Dia 28
20h-teatro
22h-Orquestra de Ilha Bela
(Fonte: PMC)

Caraguá empresta paisagens a grandes marcas
O Rio Santo Antônio, a Praia Martin de Sá e a Praia do Capricórnio foram cenários de produções de grandes marcas, em janeiro

Caraguatatuba - Caraguatatuba tem sido palco de produções publicitárias de grandes marcas neste verão, como a GM, que colocará a cidade como pano de fundo em sua primeira propaganda institucional do ano. As cenas foram gravadas às margens do Rio Santo Antônio, no píer em frente ao Espaço Educacional e Cultural Mário Covas.
A Praia Martin de Sá também foi cenário escolhido para a gravação de um comercial no mês de janeiro. Desta vez foi uma produção para a Telefônica, que terá Caraguá como palco de mais uma grande produção publicitária no próximo comercial. A orla da Martin de Sá foi utilizada como paisagem para uma foto com modelo falando no celular.
Outro atrativo turístico da cidade está sendo utilizado para a produção de publicidade: a Praia do Capricórnio, onde será produzida uma sessão fotográfica com modelo em um coqueiro na areia da Praia. Segundo o responsável pela produção fotográfica, Sérgio A. Walter, a praia de Caraguá foi escolhida por oferecer as condições perfeitas para a foto desejada pela Agência. “Conheço bem a cidade e encontrei a paisagem ideal na Praia do Capricórnio. Além disso, Caraguá é sempre receptiva e facilita o nosso trabalho. Sempre que precisei fazer uma produção publicitária na cidade, contei com todo auxílio da equipe da Prefeitura”, disse. (Fonte: PMC)

Charlie Brown Jr leva milhares de pessoas à Praça de Eventos
Além de cantar e encantar o público com muito rock,o vocalista da banda Charlie Brown Jr agradeceu a presença dos fãs, falando sobre a felicidade em ser recebido com tanto carinho

Caraguatatuba - A Praça de Eventos em Caraguatatuba foi palco, na noite desta quinta-feira, dia 19, de uma das mais respeitadas bandas de rock do país: Charlie Brown Jr. O grupo santista, sob o comando do vocalista Alexandre Chorão, cantou e encantou milhares de pessoas, em sua maioria jovens, que compareceram ao local especialmente para apreciar a atração trazida na cidade pelo Caraguá Music Festival, que conta com a organização da Friends Eventos e apoio da prefeitura, por meio da Secretaria de Turismo.
A banda, com 14 anos de carreira e nova formação, cantou músicas do novo cd “Imunidade Musical”, que conta com um reportório de 23 canções e também as que consagraram o grupo no mundo do rock. “É a segunda vez que nos apresentamos na cidade. Tocamos canções que gostamos para uma galera que gosta do trabalho que fazemos. Essa nova formação conta com uma músicos que têm muita força de vontade para levar a banda pra frente”, disse Chorão.
Durante o show, manobras de Skates foram apresentadas no palco por garotos que acompanham a banda por onde ela vai. Apaixonado pela modalidade, Chorão também presenteou seus fãs com algumas manobras, o que levou o público ao delírio.
O vocalista agradeceu o público pela presença no show e disse da felicidade em estar, mais um vez, se apresentando na cidade e sendo recebido com muito carinho. “Tudo que tenho é vocês que me dão, portanto isso fortalece a gente cada vez mais. O nosso dia-a-dia são vocês”, concluiu. (Fonte: PMC)

MotoClube Tamoios comemora 8º aniversário na tenda do DiverCidade neste sábado 21 e domingo 22
O Motoclube Tamoios está preparando uma grande festa em comemoração ao oitavo aniversário do grupo. São esperados representantes de 125 motoclubes, na tenda do DiverCidade, na Avenida da Praia em Caraguá

Caraguatatuba - O MotoClube Tamoios está fazendo aniversário. São oito anos de vida, que serão comemorados em grande estilo, na tenda do projeto DiverCidade, na praça Ton Ferreira, na Avenida da Praia, em Caraguá.
O evento é promovido pelo motoclube Tamoios, em parceria com a Prefeitura de Caraguatatuba, por meio da Secretaria de Turismo, e apoio da Federação Paulista de Motoclubes.
Segundo explicou o diretor de eventos sociais do “Tamoios”, Francisco de Assis Guedes, estão confirmados cerca de 125 motoclubes, entre eles os Abutres, Coiotes, Dinossauros, Hannah Motoclube, Filhos do Fogo, Lobos de Guará, Canibais, Renegados, entre outros.
“Para participar da festa, basta levar 1 pacote de fraldas ou 1 pacote de leite em pó. Nós doaremos toda a arrecadação ao Fundo Social de Solidariedade de Caraguatatuba. Outra novidade é que o campo do CEMUG (Centro Esportivo Municipal Ubaldo Gonçalves), está liberado para acampamento de motociclistas”, disse Guedes, enfatizando que, a comemoração de aniversário do Motoclube Tamoios pretende ser uma festa familiar. “A polícia militar e a Ditran, juntas, estarão realizando uma ação no sentido de coibir motociclistas que queiram fazer manobras radicais. Nosso intuito não é fazer bagunça na Avenida e sim, uma festa bonita, onde todos possam vir com segurança, para comemorar esses oito anos de existência de nosso clube”, disse.
Neste sábado a festa terá início com o passeio de moto, em homenagem ao sr. Nélio, responsável pela organização da Moto Romaria, já tradicional. O passeio terá início às 18h, com participação da moto oficial da romaria, que trará Nossa Senhora, sob autorização do bispo. Todos os motoclubes cadastrados poderão participar do churrasco comemorativo que acontece também no sábado, a partir das 20h. “Esta é só uma prévia para nosso encontro motociclístico tradicional, que deve acontecer em novembro”, explicou o diretor social do Tamoios.As atrações musicais começam as 17h, no dia 21, com apresentação de 5 bandas até as 2h da manhã. Entre as atrações estão The Forest, Banda Alan (com cover de Beatles e Raul Seixas), Amplitude Valvulada, Caça-Níqueis e Baranga.
Dentro da tenda do DiverCidade, o público poderá também adquirir produtos motociclísticos, que estarão expostos em barracas, como nos tradicionais eventos. A grande diferença, segundo destacou Guedes, é que este é um evento gratuito e ao mesmo tempo beneficente. “Todos estão convidados, sendo necessário apenas a fralda ou o leite”, disse.
A Avenida da Praia estará aberta para a circulação de carros e motos e será fechada apenas em caso de necessidade.
No domingo 22, a festa continua. As mesmas bandas começarão a tocar o melhor do rock a partir das 17h, a festa rolará até às 22h, encerrando com chave-de-ouro a comemoração do 8º aniversário do Motoclube Tamoios. Participe desta festa! (Fonte: PMC)

A Câmara e os números de 2005
Produção anual do Legislativo foi positiva

Caraguatatuba - Através da Assessoria de Imprensa a Câmara Municipal de Caraguatatuba faz um balanço de suas atividades em 2005. Os valores finais apresentaram um saldo positivo, com as médias e índices equivalentes ao primeiro ano de mandato dos quadriênios.
Os índices mostram mensalmente qual tipo de propositura foi a mais protocolada no devido setor da sede do Legislativo local, bem como o seu total anual.
Foram 201 Projetos de Lei, 13 Projetos de Decreto Legislativo, 5 Projetos de Lei Complementar, 13 Projetos de Resolução e 6 Projetos de Emenda à Lei Orgânica (Pelom). Estes números dizem respeito às propostas protocoladas tanto pelo Executivo como pelos Vereadores. Houve registro também de 3.338 Indicações, 79 Moções e 272 Requerimentos.
As presenças no ano de 2005 foram de 1.424 pessoas, ou seja, este número representa o número de eleitores que compareceram às Sessões do Legislativo, sejam elas Ordinárias, Solenes ou Extraordinárias. Já as visitas apresentaram um grande número de registro, ultrapassando anos anteriores. Estiveram na Câmara Municipal para ter audiência com os Vereadores, 20.945 pessoas.
Em 2005 a Câmara registrou 42 Sessões Ordinárias, 18 Sessões Extraordinárias, 6 Sessões Solenes, 20 Audiências Públicas e 2 Prestações de Contas feitas pelo Prefeito José Pereira de Aguilar (PSDB).
Alguns meses registraram um maior número de propostas, visitas e presenças do que os restantes. Outubro foi o mês que mais se protocolou Projetos de Lei, Projetos de Lei Complementar, Moções e Presenças. Já o mês de Novembro foi o campeão de Projetos de Decreto Legislativo, enquanto que Março anotou o maior número de Visitas e Documentos Diversos. Janeiro foi o vencedor em Projetos de Resolução e Maio com os Requerimentos. Finalizando, Agosto registrou o maior número de Indicações protocoladas.
Pela média, foram 16,75 Projetos de Lei/mês, 1,08 Projetos de Decreto Legislativo, 0,41 Projetos de Lei Complementar, 1,08 Projetos de Resolução, 0,5 Projetos de Emenda à Lei Orgânica, 278,1 Indicações, 6,58 Moções, 22,6 Requerimentos, 1.745,4 Visitas e 118,6 Presenças de média.
Segundo funcionários mais antigos, estes números refletem a realidade do primeiro ano de mandato num quadriênio, que tendem a se manter nos 2 próximos anos e reduzir em 2008, ano de pleito eleitoral municipal. (Fonte: Câmara Municipal de Caraguatatuba)

Balanço mostra números diferenciados
Resultados anuais não fogem às regras tradicionais

Caraguatatuba - Uma análise dos índices de produção mensal da Câmara Municipal de Caraguatatuba nos últimos 5 (cinco) anos, mostram que a tradição não foge a regra, ou seja, os primeiros anos de mandato registram os mais altos números de proposituras protocoladas, ao contrário dos anos que fecham o quadriênio da Legislatura.
A Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Caraguatatuba fez um balanço da produção Legislativa dos últimos 5 anos (2001/2005) com o valor final anual de cada tipo de propositura usualmente apresentada.
O ano de 2001 registrou o maior número de Projetos de Resolução do qüinqüênio, com 23 registros, o de Requerimentos, com 301 unidades e o de Presenças, com 2.439 pessoas. Neste ano também foi registrado o maior número de chamadas, 298, para o extinto 0800 da Câmara de Caraguatatuba, serviço este desativado em agosto de 2002.
Em 2002, o único registro que suplantou os demais no período foi o de Projetos de Emenda à Lei Orgânica (Pelom), num número de 7 proposituras. Em 2003 os Projetos de Decreto Legislativo, 16 e Moções 104 foram os campeões de número no período naquele ano. Como era de se esperar, não houve nenhum registro de vulto em 2004, ano eleitoral, onde a produção é reduzida, pois os Vereadores organizam o seu tempo pensando no pleito de outubro e na reeleição.
Em 2005 o número de Projetos de Lei, 201 foi o maior do período, bem como as Indicações, 3.338 e as Visitas, 20.945 pessoas, além dos Projetos de Lei Complementar, 5, que só começaram a ser tabulados a partir de 2003.
Um fato a ser mencionado é o de que de 2001 a 2004 a Câmara Municipal funcionava com 17 Vereadores e desde 2005 o número de Parlamentares foi reduzido para 10, conforme decisão jurídica do STF (Supremo Tribunal Federal), ratificado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), isto para efeitos de média per capita entre os Vereadores. (Fonte: Câmara Municipal de Caraguatatuba)

100% de leitos dos hotéis de Caraguá estão ocupados neste fim-de-semana
Caraguatatuba comemora o sucesso da alta temporada, com todos os hotéis lotados neste final de semana, durante a realização do 8º aniversário do Motoclube Tamoios

Caraguatatuba - Caraguatatuba tem atividades para todos os gostos e idades. A comprovação disso se deu nesta sexta-feira 20, após uma checagem realizada pela Secretaria Municipal de Turismo. De acordo com o Secretário Ricardo de Lima Ribeiro, “todos os hotéis estão ocupados em Caraguá. Por ocasião da realização do evento de motociclismo, fizemos uma checagem e constatamos que 100% dos leitos estão ocupados, portanto, a cidade provavelmente estará lotada”, explicou o Secretário.
Com uma vasta programação que inclui atividades nas praias, o projeto DiverCidade, o Caraguá Music Festival e o 8º aniversário do Motoclube Tamoios, que espera reunir 125 motoclubes, a cidade tem uma vasta variedade de eventos para todos os gostos e idades, incluindo o espetáculo teatral que traz no elenco a global Rosamaria Murtinho.
Desta sexta-feira 20, até domingo 22, a cidade promete estar bem lotada, tanto na região Norte quanto na região Sul, conforme as informações da Secretaria de Turismo. Outra novidade é que a General Motors também estará na cidade nestes próximos dois dias, usando a cidade como cenário para a primeira campanha de veiculação nacional. (Fonte: PMC)
 
Notícias de Ilhabela Topo

Vulcano Portal da Palmeira

Ilhabela -
 

Notícias de São Sebastião Topo

São Sebastião Superchic

Grupo protesta contra tiros em Alcatrazes

São Sebastião - Ambientalistas e autoridades fazem hoje às 18h em São Sebastião uma passeata na Rua da Praia, em protesto pela utilização do Arquipélago de Alcatrazes para exercícios de tiros da Marinha. Segundo o ambientalista Eduardo Hipólito do Rego, membro do Conselho Estadual do Meio Ambiente, que coordena a manifestação, a idéia é mobilizar a opinião pública e o governo federal para que volte a embargar os exercícios na ilhas. Um incêndio provocado pelos exercícios da Marinha causou grandes danos ao arquipélago no final de 2004. (Fonte: ValeParaibano)

Notícias de Ubatuba Topo

Restaurante Solar das Águas Cantantes Posto Ipiranga Dellamares

César rompe com PT e reforça tapa-buracos
Em entrevista exclusiva, prefeito de Ubatuba pede que petistas deixem cargos e admite caos na pavimentação

Ubatuba - O prefeito de Ubatuba, Eduardo César (PL), eleito em 2004 com apoio do PT, disse que o partido hoje faz oposição ferrenha ao governo e defende que os militantes petistas deixem os cargos de confiança ocupados na administração.
Após admitir que é assediado pelo PSDB, César reclamou da falta de apoio do governo federal à sua administração e antecipa que apoiará a pré-candidatura do tucano Geraldo Alckmin à presidência da República.
Em entrevista exclusiva ao ValeParaibano, o prefeito disse que conseguiu em um ano recuperar a saúde local e reconhece que hoje o mais grave problema são os buracos. César planeja investir R$ 14 milhões em obras em 2006.
Ele afirma ainda não se conformar com o fato de o ex-servidor acusado pelo desvio de cerca de R$ 700 mil da folha de pagamento da prefeitura continuar impune.
Leia a seguir os principais trechos da entrevista.
ValeParaibano- Como o senhor avalia seu primeiro ano de governo?
Eduardo César- Entendo que o primeiro ano foi um ano difícil, um ano de aprendizado. Encontramos uma cidade sem nenhuma estrutura, sem nenhuma condição. Uma cidade turística que não possuía nenhuma lixeira, muitos buracos. Uma cidade onde as coisas aconteciam para os amigos do prefeito, amigos dos vereadores. Precisamos fazer uma mudança conceitual. Precisamos adotar medidas, vistas no primeiro momento como antipáticas, como o congelamento de áreas.
O primeiro ano foi um ano de organização. As mudanças conceituais foram muitas, como a valorização do funcionalismo, por exemplo. O funcionário público, quando valorizado, rende muito mais. Esse primeiro ano foi assim, uma mudança de conceito, de como deve agir o homem público com relação a quem paga seus salários que é o povo. Eu daria uma nota entre 6,5 e 7 para este primeiro ano. Para o meu secretariado eu daria uma nota 10.
VP- Como o senhor encontrou a prefeitura quando assumiu?
César- Como nós fomos a zebra das eleições, o administrador anterior tinha plena certeza que se reelegeria, então não podemos reclamar da situação financeira encontradas, muito embora não tenha ocorrido aumento de arrecadação. O IPTU, por exemplo não sofreu nenhum aumento. Herdamos dívidas, mas estão dentro do controle. Agora, em outros setores, Ubatuba era uma terra de ninguém. Uma cidade turística não pode ter uma placa de acordo com a influência que o dono do comércio tem. O tamanho da placa e a localização dela dependiam da influência que o dono do comércio tinha. Não poderia continuar assim. Uma cidade turística tem respeitar as regras e a lei.
Não existia uma organização na Secretaria de Turismo, a Comtur (Companhia Municipal de Turismo) com dívidas de R$ 2 milhões. Encontramos uma grande bagunça, essa é a realidade. E colocar essa bagunça em ordem mexe com o interesse de muita gente. E quando se mexe com o interesse de muita gente acaba criando oposição gratuita. Tenho certeza, de que essa oposição, estará nos apoiando no final de nossa administração.
VP- O que o senhor gostaria de ter feito no primeiro ano, mas não conseguiu?
César- Gostaria de ter melhorado o sistema viário da cidade. Gostaria de ter concluído o portal de entrada da cidade, inclusive com a instalação de monitoramento eletrônico, para dar mais segurança ao comércio local e ao município como um todo. Gostaria também de ter melhorado ainda mais a nossa Guarda Municipal. Somos uma cidade tranquila, mas precisamos investir mais na nossa Guarda. Isso pretendemos fazer neste segundo ano de governo.
VP- Quais são os pontos mais problemáticos do município?
César- Vinha sendo a saúde, mas atingimos nosso objetivo, superando nossas expectativas neste primeiro ano. E vamos superar ainda muito mais. A saúde nossa já serve de modelo. Nosso centro de especialidades tem profissionais altamente competentes, nosso PSF (Programa Saúde da Família) garante cobertura total. A Santa Casa, quando assumimos, mudou da água para o vinho, não só as instalações, como também, o ânimo de quem trabalha. A saúde está numa situação fantástica. Os exames de sangue que demoravam meses para se obter o resultado, hoje, são feitos na própria cidade, com resultados agilizados. Entre investir em buracos, decidimos investir na saúde, mas pouca gente consegue entender isso ainda. Quem não percebe isso é uma elite que faz política e que normalmente tem seu plano de saúde e vai buscar atendimento médico em outra cidade.
VP- Qual seria hoje o principal problema da cidade?
César- São os buracos nas ruas. Pretendemos trabalhar nisso nos próximos dias. Estamos fazendo o licenciamento de uma usina, que nesses anos todos trabalhou sem licença para iniciar um trabalho forte nas ruas da cidade.
VP-- Como foi o relacionamento com a Câmara?
César- A relação com a Câmara nos trouxe alegrias e decepções, como toda relação entre esses poderes. O presidente da Câmara (Jairo Santos, do PT) foi eleito conosco e imediatamente se tornou oposição ferrenha. O irmão do presidente da Câmara (Domingos dos Santos, do PT) é nosso vice. Existe toda orquestração de um partido, querendo o poder. Eu acho o seguinte, se é assim, o PT não deveria fazer coligação. Quem ganhou a eleição para prefeito foi o Eduardo César. O Domingos é o vice, um grande vice, diga-se de passagem, com grande espaço em nosso governo. Ele é o vice que mais tem espaço na região e na história política de Ubatuba. Agora, o que acontece é que o partido quer o poder.
VP- Como o senhor vai lidar com o PT então?
César- Veja só, tenho como PT muita gratidão. Todos aqueles que nos apoiaram continuarão tendo espaço em meu governo. Não vou permitir, no entanto, que quem ocupa cargo em confiança, trabalhe contra o governo. Aí, deixa de ser de confiança e está fora. O PT é quem vai ter que decidir se tira as pessoas do meu governo. O PT que tire as pessoas dele do governo, eu continuo. O meu vice tem todo espaço e deve continuar porque é um homem sério e íntegro.
VP-- O PT pressionou o senhor, recentemente, pelas suas boas ligações com o governo Alckmin e com o PSDB. O senhor recebeu convite para ir para o PSDB?
César- Existem vários convites do alto escalão do governo e existe de minha parte uma admiração profunda pelo próximo presidente da República, que será o Geraldo Alckmin. Ele esteve três vezes em nosso município e tem dado uma atenção especial para o prefeito e para a cidade. Tenho acesso aos secretários de Estado com muita facilidade e as verbas vêm sendo liberadas. Isso para a cidade é muito saudável. Por parte do governo federal só tem vindo aquilo que é o de praxe, já vinha mesmo e não existe essa relação. Eu disse, inclusive em reunião com o PT que o governo federal precisa se mostrar mais próximo do município.
VP- O PT está criticando a questão da terceirização da merenda...
César- No governo passado e, até em nosso primeiro ano de administração, quantas foram as vezes que se serviu bolacha com leite para as crianças? Nós fizemos uma auditoria e constatamos deficiências nas condições de higiene, no armazenamento, deficiências em todas as áreas em relação a merenda escolar. Queremos oferecer uma merenda de qualidade por isso pensamos em contratar, através de licitação, uma empresa especializada na área. A questão é política, os opositores não querem que o prefeito melhore a merenda.
VP- O senhor fará investimentos neste segundo ano?
César- Com a liberação de recursos por parte do governo do Estado pretendemos investir este ano R$ 14 milhões em obras. As obras serão iniciadas após a temporada, porque fazer isso agora, causaria transtornos aos turistas e aos comerciantes. Quando o último turista deixar a cidade, Ubatuba será transformada em um canteiro de obras. Vamos repaginar a nossa orla do Perequê-Açu ao Itaguá. A Praia Grande tem a proposta da iniciativa privada, mas se ela não avançar, a prefeitura fará obras no local. Pretendemos também transformar nossos trecos em rotatórias, com apoio do governo federal. Pretendemos ainda investir R$ 2 milhões no centro de convenções para fortalecer o nosso turismo e estruturar a cidade para receber os cruzeiros marítimos.
VP- Porque o senhor reativou a cobrança de estacionamento nas praias, apesar de ter se posicionado contra desde a época em que era vereador?
César- Nunca fui contra a cobrança, mas da maneira como ela era feita. A Praia Grande sempre estará lotada cobrando R$ 1 ou R$ 10 pelo estacionamento. Porém, assumi a prefeitura com a Comtur devendo R$ 2 milhões. A empresa era um cabide de empregos políticos. Faziam o que queiram dela. A CPI deixou claro isso. Quando assumimos pretendíamos acabar coma empresa, mas isso não foi possível juridicamente. Decidimos conversar como os acionistas e retomar a cobrança até que consigamos pagar as dívidas. O acordo com os acionistas vale por dois anos, depois de quitar as dívidas aplicaremos o dinheiro na infra-estrutura turística. Acho a cobrança justa desde que ocorram benefícios para o turista e para a população.
VP- Os desvios de dinheiro da folha de pagamento dos servidores surpreenderam o senhor?
César- Me surpreendeu muito. Tirou o meu sono. Foi muito triste ver isso acontecer debaixo do nosso nariz. Isso vinha acontecendo há muito tempo nas administrações anteriores e com a gente, durante alguns meses, até que tudo foi descoberto. É a parte triste da administração. Foi uma grande surpresa e também uma grande decepção. A pessoa que fez isso continua solta, andando de carro novo, gastando dinheiro, um dinheiro, que pertence ao povo. Isso acaba gerando descrédito junto a sociedade.
VP- Dizem que a igreja Agape, que o senhor frequenta, comanda sua administração...
César- Foi até bom você tocar neste assunto. A igreja que eu frequento tem quatro pessoas no primeiro escalão da prefeitura. Nós temos 26 pessoas no primeiro escalão, o restante dos cargos é ocupado por católicos, espíritas, umbandistas, ateus. Tenho de tudo no primeiro escalão, tenho até quem acredita em gnomo. Isso não é verdade. É mais um golpe baixo utilizado pela oposição, que vive inventando tudo para prejudicar o nosso governo.
VP- O senhor está querendo tirar o parque de diversões que há mais de 25 anos está instalado na avenida Iperoig. Por que?
César- Não temos contra o empresário Milton Trombini, dono do parque, mas não podemos concordar com a maneira como o parque cresce de acordo com o seu interesse econômico. Basta fazer a coisa certa. Hoje, entendo que a sociedade não quer mais o parque na praia. Vamos fazer uma grande discussão sobre o assunto. Se a comunidade for favorável à retirada, isso será feito. Temos um projeto para reurbanizar a avenida e o parque saí ou se adapta ao projeto. (Fonte: ValeParaibano)

Ex-prefeito vê lentidão em obras

Ubatuba - O ex-prefeito Paulo Ramos (PFL) disse que o primeiro ano do atual prefeito foi 'muito difícil' devido à inexperiência administrativa de Eduardo César e de seus secretários.
Ramos disse que o sucessor não conseguiu colocar em andamento nem mesmo as obras deixadas pelo seu governo.
"Deixei R$ 5 milhões em caixa, R$ 2 milhões com destino certo e outros R$ 3 milhões para investimentos, mas nem mesmo as obras previstas com o dinheiro da educação foram feitas", afirmou.
Segundo Ramos, é o momento do atual governo começar a agir, caso contrário 'enfrentará muitos problemas'.
"A população não entende que o primeiro ano de qualquer prefeito é muito difícil. A população o elegeu acreditando que haveria mudanças, mas isto não ocorreu até agora. Torço por ele, espero que ele consiga superar as dificuldades e faça uma boa administração", afirmou.
Ramos não concorda com a terceirização da merenda. Segundo ele, a merenda fornecida pela prefeitura foi premiada pelo governo federal, por ser considerada uma das melhores do país.
Com relação à oposição feita pelo PT, o ex-prefeito disse que César teria feito muitas promessas ao partido durante a campanha e não cumpriu nenhuma delas.
Pedro Tuzino, candidato do PSDB derrotado por César nas eleições, disse que César 'não fez nada' em seu primeiro ano de administração. "Ele não apresentou sequer um projeto, um planejamento para o município. Ele deixou a desejar, pois não cumpriu nenhuma de suas propostas de governo", disse.
Segundo ele, o fato mais grave está sendo a terceirização da merenda. Tuzino disse que a terceirização não fazia parte dos planos de governo de César e de nenhum dos candidatos. "Para mim, trata-se de uma concorrência totalmente irregular", afirmou. (Fonte: ValeParaibano)

Suspensas regalias de presas depois de rebelião em Ubatuba

Ubatuba - Um dia após a rebelião na Cadeia Feminina de Ubatuba, a direção da unidade reduziu benefícios das detentas e pediu à Secretaria de Administração Penitenciária a transferência de 22 presas condenadas. Com capacidade para abrigar 24 mulheres, a cadeia tem 80 presas.
De agora em diante, as presas não poderão mais assistir à TV a Cabo e cozinhar nas celas. "Elas perderam esses benefícios em razão com o motim. As regalias só voltam com o bom comportamento", afirmou o delegado de Ubatuba, Fausto Moro Cardoso.
A rebelião, ocorrida entre as 12h30 e 18h de anteontem, causou estragos estruturais na cadeia, com portas de celas, paredes e grades quebradas. As presas se rebelaram por causa de restrições impostas durante o horário de visita, que ocorre às quintas-feiras, das 10h às 17h.
A direção da unidade tinha proibido a entrada de amigas e parentes mulheres das presas nas celas. O privilégio foi concedido apenas aos maridos e crianças. A restrição foi adotada depois que uma detenta, na semana passada, se aproveitou do movimento de visita e fugiu da cadeia. O delegado Cardoso não descartou a possibilidade de novas rebeliões na cadeia de Ubatuba. Ele colocou a equipe de cinco funcionários em estado de alerta.
A SAP informou que irá analisar listagem de presas condenadas para providenciar as transferências, que só devem ocorrer na próxima semana. (Fonte: ValeParaibano)

Comtur promove cursos gratuitos neste mês
Inscrições começam amanhã; 70 vagas serão oferecidas

Ubatuba - A COMTUR (Companhia Municipal de Turismo) de Ubatuba inicia neste mês os cursos de Telemarketing e LIBRAS (Linguagem Brasileira de Sinais). Os cursos serão gratuitos e todo material didático e o lanche serão fornecidos pela Companhia. Para o curso de telemarketing serão disponibilizadas 30 vagas e para o de libras 40.
Nos dois cursos as aulas acontecerão na Escola Tancredo Neves, de segunda a sexta-feira, das 19 às 23 horas. O período dos cursos será de 24 de janeiro a 24 de fevereiro. As inscrições, também gratuitas, podem ser feitas na sede da Comtur a partir desta sexta-feira 20, até o dia 24 deste mês.Os cursos serão ministrados por profissionais locais, qualificados em suas áreas.
Segundo Mara Franhani, diretora financeira e administrativa da Comtur, esses cursos buscam oferecer mais oportunidades para os municípes, formando profissionais qualificados para o mercado de trabalho. Qualquer morador de Ubatuba pode participar. A diretora ainda informa que para este ano ainda está prevista a realização de novos cursos gratuitos. (Fonte: PMU)

Secretaria de Cidadania e Desenvolvimento Social receberá verbas do Convênio Único de Proteção Social

Ubatuba - O prefeito Eduardo César e a secretária de Cidadania e Desenvolvimento Social, Kátia Nunes participaram nesta semana, no Palácio dos Bandeirantes, da assinatura do Convênio Único de Proteção Social. Na mesma ocasião foram também repassadas verbas estaduais por meio dos programas de transferência de renda Ação Jovem e Renda Cidadã.
O Governador Geraldo Alckmin anunciou, durante a solenidade, um aumento de 18,4% em média no repasse de verbas, em relação a 2005. Os critérios para a seleção dos municípios que receberam aumento no investimento social, levaram em consideração os números do Índice Paulista de Responsabilidade Social (IPRS), divulgados pela Fundação SEADE e a estimativa do gasto per capita pelas prefeituras com a população mais pobre, de acordo com os Planos Municipais de Assistência Social (PMAS).
Segundo a secretária Kátia Nunes, a verba destinada a Ubatuba, através do Convênio Único de Proteção Social, vai proporcionar maior proteção e conforto a segmentos sociais desfavorecidos ou em situação de risco, como famílias carentes, idosos e pessoas portadoras de deficiência.
As entidades que receberão o repasse estadual do convênio são: Associação dos Deficientes de Ubatuba (ADUBA), Associação Estrela do Litoral (ASEL), GAIATO e Lar Vicentino.
A Secretária Kátia Nunes informa que outras entidades podem ser atendidas por verbas, desde que regularizem sua documentação. “Ubatuba vem conseguindo grandes progressos na área de assistência social, inclusive auxiliando entidades a regularizar sua documentação para que passem a receber auxílio municipal, estadual e também federal. Aproveito para convidar as entidades que tenham alguma pendência em sua documentação, a procurar a secretaria para que juntos possamos dar andamento à papelada”, disse a secretária, (Fonte: PMU)

Dia Nacional do Aposentado

Ubatuba - Dia 24 de janeiro é o Dia Nacional do Aposentado, uma data comemorativa em respeito aos cidadãos que construíram e constroem á Nação Brasileira.
Abaixo os benefícios da Previdência Social.
Aposentadoria por idade - Têm direito ao benefício os trabalhadores urbanos do sexo masculino, aos 65 anos, e do sexo feminino, aos 60 anos de idade. Os trabalhadores rurais podem pedir aposentadoria por idade com cinco anos a menos: aos 60 anos, homens, e aos 55 anos, mulheres.
Aposentadoria por invalidez - Benefício concedido aos trabalhadores que, por doença ou acidente, forem considerados, pela perícia médica da Previdência Social, incapacitados para exercer suas atividades ou outro tipo de serviço que lhes garanta o sustento.
Aposentadoria por tempo de contribuição - Pode ser integral ou proporcional. Para ter direito à aposentadoria integral, o trabalhador homem deve comprovar pelo menos 35 anos de contribuição e a trabalhadora mulher, 30 anos. Para requerer a aposentadoria proporcional, o trabalhador tem que combinar dois requisitos: tempo de contribuição e a idade mínima.
Aposentadoria especial - Benefício concedido ao segurado que tenha trabalhado em condições prejudiciais à saúde ou à integridade física.
Apesar das dificuldades encontradas no dia-dia, da falta de respeito, dos salários vergonhosos, do alto preço dos medicamentos, o aposentado sobrevive em busca de sua dignidade, “Parabéns aos Homens e Mulheres que prestaram relevantes serviços á Nação Brasileira, e hoje com a experiência adquirida, nos ensinam os caminhos das pedras”.
Charles Medeiros
1º Secretario da Câmara Municipal de Ubatuba.
(Fonte: Laura Ennes)

Cartoon na Praia acontece no próximo final de semana na Praia Grande

Ubatuba - Os personagens do Cartoon Network vão invadir a Praia Grande nos dias 27, 28 e 29, com o “Cartoon na Praia”. A garotada fará a festa nestas férias, num evento repleto de atividades divertidas em uma arena inflável a ser montada na praia. O espaço conta com um grande labirinto e um palco, onde monitores promoverão diversas atividades com as crianças, que poderão tirar fotos com os personagens de KND - A Turma do Bairro, Blu e Mac de A Mansão Foster para Amigos Imaginários, Johnny Bravo, As Meninas Superpoderosas e o Macaco Loco.
Ao percorrer o labirinto, os fãs passarão por seis etapas, cada um com uma atividade diferente. Confira:
Etapa 1 - As Meninas Superpoderosas
Nesta atividade, as crianças mostrarão se têm talento para o surfe, passando por cima de ondas de 30 cm de altura.
Etapa 2 - A Mansão Foster para Amigos Imaginários
Aqui, a garotada deverá passar pelo meio de arcos até chegar à etapa 3.
Etapa 3 - O Acampamento de Lazlo
Na brincadeira do Lazlo e sua turma, a criançada terá que desviar dos obstáculos que saem das 'paredes' para chegar à próxima etapa.
Etapa 4 - KND - A Turma do Bairro
A garotada de KND - A Turma do Bairro inventou esta atividade que vai fazer a turma literalmente pular: para passar para a outra etapa, será necessário passar por vários pneus, pulando dentro deles.
Etapa 5 - A Vida e Aventuras de Juniper Lee
Juniper Lee e sua turma aqui desafiam a garotada a passar entre as colunas e chegar à última etapa.
Etapa 6 - Ponte OFF KIDS
Nesta última etapa, as crianças passarão por um teste de equilíbrio. Na Ponte OFF KIDS, o objetivo é atravessar até o final, tentando não ser atingido pelos disparos de um canhão e, claro, não cair. As brincadeiras acontecerão das 10h às 18h e serão voltadas para crianças de 4 a 10 anos. (Fonte: PMU)

Itamambuca pronta para feras do aéreo
“Super Session Verão 2006” encerra temporada em Ubatuba

Ubatuba - O Super Session Verão 2006 encerra sua temporada em Ubatuba neste sábado, 21, com a realização de mais um Air Show de Surfe. Disputada em baterias eliminatórias o Air Show, que começa às 15 horas, premia o surfista que executar o melhor Aéreo (quando o surfista decola sobre a onda e retorna com perfeição), valendo a altura, distância e radicalidade.
Para as mulheres é destinada a competição de melhor manobra. Se o mar não ajudar (como na semana passada na Vermelha do Norte), acontece a disputa da “Best Wave” (melhor onda, em uma bateria de 25 minutos).
As disputas são abertas aos surfistas de qualquer idade e as inscrições podem ser feitas no local, mediante a apresentação de dois quilos de alimento não perecível. Na primeira edição do evento, na Praia Vermelha do Norte, no sábado, 14, venceu Jole Leandro no melhor Aéreo e Camila Cássia na “Best Wave”.
Para o público que comparecer a Itamambuca neste sábado, 21, haverá sorteio de brindes e animação garantida com DJ’s e MC’s fazendo a trilha sonora do evento ao vivo. O Super Session Verão 2006 é organizado pela equipe do programa Super Session (Band Vale) com o apoio da Secretaria de Esportes e Lazer da Prefeitura de Ubatuba, Associação Ubatuba de Surf, e conta com o patrocínio de Red Nose Shoes, Natural Shape, Wave Cut e North Peak. (Fonte: PMU)

Cedro, de Ubatuba, está entre as 15 "praias de sonho" do Brasil

Ubatuba - Já está nas bancas a nova edição do Guia Quatro Rodas Praias, o mais completo e conceituado guia de viagens do país. A boa notícia é que Ubatuba mereceu destaque nessa edição, com indicações de praias e diversas fotos. A Praia do Cedro, próxima à Praia da Fortaleza, na região Sul de Ubatuba, está entre as “15 praias de sonho”, de todo o Brasil, ao lado de Fernando de Noronha e cidades da Bahia, Ceará e Alagoas.
De todo o sudeste, só mesmo a Praia do Cedro e Castelhanos, na Ilhabela, foram consideradas praias de sonho. Além disso, uma bela foto de Ubatuba abre o capítulo referente às praias dos estados de Paraná e São Paulo. Tem também uma imagem do prato típico “azul-marinho”, o famoso peixe com banana. Para finalizar, um belíssimo pôr-do-sol na Baía do Ubatumirim, Praia Vermelha do Norte e a paisagem-símbolo de Ubatuba, no alto do Morro do Pinhão, que deixa à mostra a praia Domingas Dias e Lázaro, todas registradas pela fotógrafa e moradora de Ubatuba, Carolina da Riva. (Fonte: PMU)

Semana de 21 de janeiro a 26 de Janeiro de 2006

CINE PORTO (Ubatuba)
fone :3833-2066 ( 012)

"As crônicas de Nárnia": O Leão a Feiticeira eo Guarda Roupa.
Ás 15:10 hs

"Doze é Demais 2"
Ás 17:40 hs e 19:30 hs

"E Se Fosse Verdade..."
Às 21:20 hs.

CINE PASSEIO (Ubatuba)
fone : 3832-2843 ( 012 )

"VALIANT "
Ás 15:50 hs e 17:30 hs.

" Soldado Anônimo"
Ás 19:10 hs e 21:20 hs

cineporto@hotmail.com

 
Ação Litoral
 
Poesia Topo

Tarumã
Da minha janela
Vejo um tarumã
E suas visitas ilustres
Neste dia de sol
Registradas numa folha
De meu caderno de bobagens
Corruíra
Tié
Sanhaço
Periquito
Saíra
Rolinha
Sabiá
Mariquita
Bem-te-vi
Andorinha desfeitosa
Que efetuou um vôo rasante
E nem te ligo
Foi esbanjar felicidade adiante.

Casa de Poeta
Morar em Ubatuba é bom
Na Praia da Fortaleza é melhor
Morar na planície é bom
No morro é melhor
Para quem abre a janela
E saúda
Bananeiras
Embaúbas
Timbuíba
Sapê
Até aonde a vista alcança
Ou o mar chega
Junto com a brisa
Vêm sons de rádios
Distorcidos e melhorados
Pela generosa distância
Nestes tempos de rap & funk
Aos meus ouvidos
Chega tudo traduzido
Em Nelson Gonçalves
Ou Orlando Silva.

No quintal de meus avós
Estou na esteira sonhando
Com uma nesga do quintal
De seu José e D.Eugênia
Roupas
Peixes
Grãos de café
Secando ao sol
Lenha empilhada
À espera do machado
As galinhas ciscando
Os patos patinando
No córrego que brota
De uma minúscula queda d’água
Suficiente generosa
Pra sustentar
Guarus, camarões, rãs
Cobra d’água, cafulas
E matar a sede de curiosidade
Das crianças da família Santos.
 

Félix Cabral
Ubatuba, SP
 

Carta do Leitor
As mensagens, fotos e opiniões  publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
As mensagens deverão conter nome completo, RG, endereço, telefone de contato e um e-mail válido.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  identificação do autor.
Topo

Na cata do bandido - Quem não deve não teme. Cada vez que escrevo algo que contenha referência aos quiosques existentes em Ubatuba recebo uma ameaça via Internet. As três últimas publicações que aventaram o assunto geraram as seguintes mensagens: "Aguarde companheiro... Chifrudo nenhum fará mais esse comentário." [De olho em Ubatuba - 13/01/06 (13/01/2006 - 10h07)], "Você continua filho da puta como sempre... Cara, você ta marcado... Tome muito cuidado... A coisa que eu mais espero, é encontrar com você tipo 5h00 da manhã. Quando isso acontecer, você ta fodido... Espere..." [De olho em Ubatuba - 19/01/06 (19/01/2006 - 11h01)] e "Filho de uma prostituta, se fosse você não faria brincadeira com coisa tão séria. Sua hora vai chegar... Segurança também vai virar comida de camarão... O que mais gosto é a hora certa!" [As ameaças continuam... (21/01/2006 - 12h20)]. Todas estas ofensas divulgam um falso e-mail.
Acabaram me irritando.
As contínuas intimidações me fazem supor a existência de irregularidades nos módulos especiais de comércio de praia. Para ajudar a municipalidade na apuração das anormalidades existentes, criei um grupo de estudos para levantar os problemas gerados por este tipo de comércio, no município de Ubatuba. O grupo composto inicialmente por advogados, arquitetos e engenheiros iniciou os trabalhos analisando as leis municipais de número 779, de 14 de outubro de 1985, que estabelece normas para o exercício do comércio praticado nas praias do Município de Ubatuba em traillers, barracas, quiosques e módulos e a de número 840, de 05 de novembro e 1986, que estabelece normas para o exercício do comércio nas praias do Município da Estância Balneária de Ubatuba. A partir das alterações destas leis e dos desmandos cometidos chegamos ao caos em que se encontra, por exemplo, a praia Grande. Clique nos números das leis a seguir para conhecê-las: 779 e 840 (os arquivos estão no formato pdf).
Vamos discutir os aspectos arquitetônicos, urbanísticos, ecológicos, turísticos, econômicos, enfim, tudo o que for relevante no equacionamento do problema. Você pode contribuir com documentos, fotos, esboços, sugestões, críticas, questionamentos etc. que devem ser enviados para o e-mail quiosquesdeubatuba@gmail.com. A população carece saber: Qual o real retorno que os munícipes e/ou visitantes têm com a existência deste tipo de comércio? Qual a influência dos módulos no comércio tradicional? Qual é o montante de recursos municipais direcionados na manutenção de tal comércio? Este montante é compatível com o utilizado na manutenção do comércio tradicional? Quais os privilégios conseguidos, ao longo do tempo, pelos permissionários dos módulos especiais de comércio de praia? O número de empregos gerado, neste tipo de comércio, é apenas ocasional ou os funcionários são mantidos ao longo do ano? Todos (os funcionários) possuem registro em carteira? A Vigilância Sanitária garante a preservação da saúde pública nestes estabelecimentos? A permissão de determinadas atividades nos quiosques não prejudica outros comerciantes e/ou prestadores de serviços? As permissões estão regulares? Já foram feitas as licitações exigidas pela legislação? A destruição do patrimônio visual com a construção daqueles trambolhos é o que queremos para o desenvolvimento de um turismo de qualidade? Muitas são as perguntas que, há muito, permanecem sem respostas.
Recebo uma grande quantidade de e-mails apontando problemas em nosso município, mas com a solicitação de ocultar a identidade do denunciante. Não podemos ter medo quando defendemos a verdade. Temos que denunciar os desmandos para o Ministério Público, Imprensa, Prefeitura, sindicatos, associações de bairros, Câmara Municipal, Polícia Federal, associações de classes, Receita Federal, organizações de defesa do meio ambiente, para os órgãos responsáveis pela manutenção da lei e da ordem. Vamos dar um basta nos abusos que impregnaram o município. Lutemos por uma Ubatuba melhor.
Quando a administração Eduardo César (?) iniciou o crime ambiental, que continua cometendo, caracterizado (dissimuladamente) pela ampliação do calçadão da avenida Leovigildo Dias Vieira, diminuindo a largura da praia do Itaguá, comentamos sobre um possível aumento da "área de atuação dos quiosques". Minhas suspeitas se concretizaram. Basta comparar o antes (clicando aqui) e o depois (foto acima). A área "ampliada pela Prefeitura" (atrás do quiosque, mas de frente para o mar) serve de depósito, foram acrescidas estruturas fixas para suportar toldo em ambos os lados do quiosque, obstáculos que servem para colocação de guarda-sóis colocam em risco o tráfego de pedestres etc. Não podemos esquecer que a Prefeitura suprimiu uma rampa de entrada/saída de barcos, ampliando ainda mais a área.
A denúncia de atrocidades como esta é que tem gerado as ameaças que recebo. Eu tenho que ver tudo isso e ficar calado?

Luiz Moura
Ubatuba, SP

VIGIAI! - Temos dezenas de praias, porém algumas delas exercem funções de suma importância para a economia da cidade e, principalmente, para a formação de emprego e renda de toda a população. Vou citar por enquanto apenas a Iperoyg, Grande e Itaguá. Diferentes de logradouros de outros municípios, estas praias precisam receber tratamento adequado as suas funções. Como assim? Projetar, construir ou mesmo urbanizar uma Praça em Taubaté, Campinas ou Ribeirão, é muito diferente do que propor qualquer destas ações em nossas praias. Por quê? Pelo tipo de uso. Pelo número de pessoas que irão usar. Pela forma e pela intensidade que a usarão. Pelo “astral” que domina as pretensões dos usuários, sem contar que os materiais precisam ter uma durabilidade compatível ao clima do local. Nos últimos anos, assistimos inertes, as degradações das duas primeiras (Iperoyg e Grande) e, a “maratona” para a degradação da terceira (Itaguá). È fácil qualquer um perceber como a natureza nos privilegiou! Mais fácil, perceber como abusamos e afrontamos esta natureza. A Iperoig, era o palco de todos os eventos da cidade, local de freqüência e, lazer das famílias; ponto de encontro noturno para quem chegava; restaurantes ativos; comercio promissor... um dos cartões de visita da cidade. Foi mortalmente atacada pelo câncer da informalidade. Foi abusada de todas as formas e, morreu. Morreu de morte “matada”. Foi morta a troco de nada. Quem a matou, não tem e, não teve a mínima consideração e respeito por ela. Apenas a usou, até seus últimos “suspiros”? Dane-se a Iperoyg! O que pensar da proposta de ressuscitá-la (com uma reurbanização) temperada com todos os mesmos ingredientes, do fortíssimo veneno que a matou? Se a intenção é ressuscitá-la e, novamente, prepara-la para a morte, por que submete-la a este sádico sacrifício e, jogar tanto dinheiro (mesmo dado) fora? Melhor não seria, dar-lhe (ao dinheiro) um destino mais humanitário. Por exemplo, investi-lo na Santa Casa? Quanto a praia Grande, noticia-se também sua reurbanização. O que foi preciso acontecer para aparecer esta proposta? Chegar aonde chegou? No fundo do poço? Quem te viu quem te vê! Pobre praia Grande. Alguém explique, qual foi o (real) motivo de se impor restrições ao número de andares dos prédios em 3, 4 ou 5 ? Porque então, não liberar (geral) para 10, 15 20 pavimentos? No “quadro” atual, quais seriam os prejuízos? As restrições não foram para a preservação do espaço visual? A preservação ambiental? Não? Qual foi então a intenção? Criar dificuldades? Foi para reservar espaço pra a propagação do que lá esta? O que foi permitido e, o que foi feito, sem ser permitido, com ela para chegar na degradação que chegou? Que importância deram a sua beleza natural? Qual foi o custo para a cidade, e, principalmente para a população, que perdeu um dos seus melhores pontos de atração turística? Quais os benefícios à população pelo irreparável custo desta perda? Se a praia “se foi” e, não houve nenhum benefício à população, quem foram então os beneficiados? Quem foram os eleitos, os escolhidos, para receberem, não em um dia, mas por décadas, benesses, vantagens, botins, dinheirinhos e, dinheirões, em detrimento dos interesses da cidade e da população? Vamos agora reurbaniza-la? Vamos gastar milhões! Noticia-se que estes milhões nos serão doados! Que dádiva! Os interesses de quem serão e, estão sendo priorizados? A nossa vocação turística será respeitada? Estão pensando no futuro profissional dos nossos filhos, ou “lotearão” os espaços a escolhidos apadrinhados? Farão novamente “tabula rasa” da lei que rege as concessões de uso de áreas públicas? Farão as licitações? As desconfianças perguntam: quantas doses, e quantos venenos, estarão previstos neste cock-tail de pesadelos? Além de se esclarecer cada detalhe à população (que é a única proprietária da área) é imprescindível ouvir o trade turístico e, toda a economia formal do município. Não sou pessimista, muito menos sou ou estou contra qualquer projeto (sério) ou qualquer melhoria, que se pretenda para a cidade. Não sou e, não estou contra ninguém! Sou “gato”. Escaldado! Falo o que sinto, observando e, principalmente, ouvindo muitos outros “gatos escaldados”. Fazer a população ingerir, este cock-tail, cheio de venenos, goela abaixo, só se for em sonhos! Mas, sempre será preciso vigiar. A “vigilância” passou a ser a garantia do povo, para um futuro melhor para seus filhos. Por esta razão: Vigiai!

Ronaldo Dias
Ubatuba, SP

Carta do IAB / Ubatuba à Sociedade - Nós, profissionais de arquitetura em Ubatuba, preocupados com a total ausência de planejamento urbano no nosso município e seus efeitos nocivos à cidade, reunimo-nos e fundamos em Agosto de 2005, o Núcleo Ubatuba do Instituto de Arquitetos do Brasil – IAB/Ubatuba. Filiada à UIA – União Internacional dos Arquitetos e à ONU, tal instituição possui caráter nacional, com diretórios em cada Estado da União, e os diretórios compostos por núcleos municipais, como o que fundamos recentemente.
Desde nossa fundação vimos discutindo sobre a principal deficiência administrativa de nosso município: a ausência de planejamento para o desenvolvimento da cidade. Obras polêmicas, como a urbanização da rua Guarani, a cobertura da “feira hippie e afins”, são determinadas de acordo com o interesse particular de poucos envolvidos, sem nunca ter sido consultada a sociedade – a maior interessada.
Neste sentido é louvável, a atitude de abrir a debate em audiência pública, o projeto de uma obra de grande porte como a urbanização da Praia Grande. Consideramos fundamental que tal procedimento se repita em relação a todos os projetos de interesse público, tais como a urbanização da Av. Iperoig, o centro de convenções, a urbanização da praça 13 de maio, e quaisquer outros que vierem a surgir ( e por certo surgirão) e todos amarrados em um grande projeto que daria a todas as obras, toda a sinalização, todo paisagismo, enfim a toda intervenção no espaço da cidade a “cara” de Ubatuba, isso tudo com previsão de ocupação da cidade , no mínimo, de médio prazo. A isto chamamos de PLANEJAMENTO.
Neste contexto, cabe uma observação. Estamos a menos de nove meses do prazo final para entrega do nosso plano diretor, que serviria de linha mestra para este planejamento. Sabemos, por vias não oficiais, de algumas ações isoladas por parte da prefeitura neste sentido, mas o momento é de mais ação. Devemos lembrar que, ainda que o prefeito deva responder legalmente pela não elaboração do plano, caso isso aconteça, a maior prejudicada será a nossa cidade como um todo.
Por isso, acreditamos que a administração municipal deva concentrar seus esforços no sentido da elaboração do plano diretor, em caráter urgente, sob pena de, na data final, termos um plano mal elaborado, devido à pressa.
Deve-se considerar ainda, diante do exposto, que a estratégia básica para qualquer planejamento, é partir do todo para as partes, e não o contrário. E é exatamente o contrário o que está acontecendo aqui.
Estamos certos de ter muito a colaborar no processo de discussão e apresentação de alternativas, tanto na elaboração do plano diretor, quanto nos casos de projetos de interesse público, no que nos colocamos aqui à disposição do poder público e da sociedade à qualquer momento que se faça necessário.

Arq. Daniel Corrêa
Presidente do IAB
Ubatuba, SP

Infelizmente não pude assistir à audiençia publica sobre o projeto de urbanização da Praia Grande, e assim não entro no mérito das idéias apresentadas, algumas muito boas, pelo que li.
Volto apenas a me manifestar contra a permuta por publicidade, pois esta oferece ao investidor o que temos de melhor, que é a nossa paisagem, e permite que se instale aqui um sistema de produção de out doors que inevitavelmente irá se expandir pelo município, saindo do eventual controle.
A disseminação das placas, já hoje um problema, criaria uma poluição visual que, além de não nos beneficiar, desvaloriza nosso patrimonio, a natureza.

Mike Buser
Ubatuba, SP

Nota de Agradecimento - A Santa Casa de Misericórdia Irmandade Senhor dos Passos de Ubatuba, vem agradecer as empresas Lavanderia Soma, Maré Hotel de Ubatuba e Recanto das Toninhas, por sua boa vontade com relação a esta Instituição de Saúde e, a disposição que manifestou ao secarem todo o enxoval (lençóis, campos cirúrgicos, etc) do hospital. Desde já com os nossos melhores cumprimentos agradecemos sua gentil atenção, com um pouco de cada um conseguiremos mudar nossa história.

Marcos Prates
Administrador
Ubatuba, SP

É preciso desmascarar os entreguistas da nação brasileira abrigados nessa aberração de partido politico chamado PSDB e que agora travestindo-se de arautos da moralidade movem uma campanha sórdida contra o PT e o presidente Lula, legitimamente eleito pela esmagadora maioria da população brasileira.
Se há algo que precisa ser investigado neste pais são as absurdas privatizações promovidas pelos desgovernos do PSDB.
Geraldo Alckimin não tem dimensão politica para governar um estado da grandeza de São Paulo, trata-se de um verdadeiro"picolé de chuchu" não tem gosto de nada. Chega de tucanato, fora PSDB!

Sérgio L. Pestillo
Ubatuba, SP

DOU A MÃO A PALMATORIA,
Sr. Prefeito:
Tenho que confessar estar surpreso com o sucesso de sua administração, prova deste sucesso são as porradas que tem tomado, pois é sabido que ninguém chuta cachorro morto.
Claro que falta bastante a fazer, porém não só aqui, todo nosso aparato estatal esta sucateado e não poderíamos estar diferente.
Que tenho noticia desde Ciccilio Matarazzo as novidades são barradas pelos nossos antigos e pelo visto até hoje isto não mudou, até os novos caiçaras atrapalham.
Certo dia escutei um Ex Prefeito dizer a um palpiteiro, “...se acha ser melhor que eu, é fácil, vá disputar nas urnas...” e estas estão distantes.
A razão, ou a justiça é algo de difícil consenso, ainda mais quando cercada de interesses políticos e ou financeiros.
Enfim, novamente parabéns pela sua administração, percebo que esta alicerçada em princípios democráticos.

Cesar Prates
Estudante de Direito
Ubatuba, SP

GRAN CIRCO MUNICIPAL CIDADE DE UBATUBA - Armado na Avenida Iperoig, em frente a Praça de Exposição dos Artistas Plásticos, proporcionou, nessa semana que passou, 2 grandiosos espetáculos para a população. O primeiro a peça “Praia Grande. Grandes Interesses Financeiros” e, o outro, na sexta-feira, “Merenda: Nossa Única Verdade Única” ou “Como Pagar a Divida em Birigui”. Como observador e crítico circense me aterei ao último espetáculo. Casa lotada, no picadeiro o mestre de cerimônia, que também fazia o papel do palhaço, chamava os demais atores, desculpando–se pela ausência do grande mágico e mago (conseguiu ludibriar um juiz recentemente e 12.109 pessoas no dia 03 de outubro de 2004) que encontrava–se na cidade de Itu em outro espetáculo. Logo de inicio, o mestre de cerimônia, já foi avisando a platéia e a claque, formada por comissionados, levada na tentativa de evitar as vaias (que viria com certeza pela baixa qualidade do espetáculo e dos protagonistas), que não poderiam se manifestar, no máximo, somente respirar e, mesmo assim, não muito profundo pra não esgotar o ar do recinto lotado pela claque. Entra em cena um ator, contratado a um custo altíssimo para apresentar seus números maquiados em requintado malabarismo amador. Após uma longa apresentação é chamada uma jovem e bela atriz, completamente iniciante nas artes circenses, para apresentar a arte do contorcionismo. Pela sua inexperiência e pouco preparo, arrancou gargalhada da platéia e efusivas palmas da claque para desespero do mestre de cerimônias e palhaço, que, alterado, gritava ao microfone que a platéia só podia se manifestar por escrito, pedindo, inclusive, a platéia, que não se conformava com tamanho amadorismo, para que deixassem o recinto, sob a ameaça de interromper o espetáculo definitivamente. Nem mesmo o único representante eleito por grande parte da claque e da platéia teve o direito de falar. Alguém, percebendo, que esse show era somente para arrancar dinheiro do público da cidade, algo em torno de R$ 5 milhões/ano, jogou algumas moedas para ajudar nessa empreitada amadoristica desses sequazes. Pelo inconformismo da platéia e alivio da claque, que desejava estar em casa se não tivesse sido convocada às pressas ao final da tarde daquele dia, o mestre de cerimônia e palhaço da trupe deu por encerrado o espetáculo. A esse show chamou–se Audiência Pública sem manifestação pública. Apresentação muito ruim para um circo que prometia ética, transparência e participação popular nos destinos da arte circense.

Afonso Ricca
Professor Escola Estadual
Representante da APEOESP no Movimento Civil Contra a Forma da Terceirização da Merenda Escolar em Ubatuba

Ciclos - Dizem por aí que a história é cíclica, embora não se repita infinitamente. O Egito prosperou graças às inundações anuais do rio Nilo. Migração é coisa antiga, os gregos tiveram os eólios e os jônios agrupados a seus habitantes originais, mas sua civilização sucumbiu com a chegada dos dórios, o mesmo aconteceu com Roma e muitas outras civilizações.
Temos também nossa inundação anual de onde tentamos alcançar nossa prosperidade, a diferença é que recebemos turistas ao invés das águas do Nilo e lá as múmias não circulavam já que estavam confinadas em seus sarcófagos.
Aquele que desconhece a história ou que conhecendo a desdenha envereda por caminho perigoso com grande possibilidade de incorrer em erro. Planejar o futuro, reordenar e disciplinar o crescimento são necessidades que não podem ser ignoradas ou proteladas.
Está na hora de começar a trabalhar, está na hora de sermos objetivos, está na hora de por de lado o egoísmo, a arrogância, a discriminação e o individualismo. Erradicar de vez os buracos, desocupar as áreas de uso comum, restaurar os passeios públicos, privilegiar a iniciativa privada, sinalizar ruas, restaurar o acesso das praias, garantir a segurança do cidadão, restaurar e preservar nossas cachoeiras e rios, livrar o município do mato, saneamento básico, disciplinar o trânsito etc., mas acima de tudo lutar por um município melhor e pelo bem estar comum.

Ezio Pastore Junior
Ubatuba, SP

“AUDIÊNCIA PÚBLICA?. NÃO!
“MONÓLOGO AUTOPROMOCIONAL?. SIM!

Informado da convocação de “Audiência Pública” para discutir, com a comunidade, a terceirização da merenda escolar, compareci, à Câmara Municipal, às 19:00 H. do dia 20-01-06, munido de argumentos, para provar as irregularidades existentes, no relatório que tenta justificar a terceirização da merenda escolar e a privatização das cozinhas, refeitórios, móveis, equipamentos, utensílios, água, luz e telefone, para enriquecer empresa ou empresas particulares e cumprir o já tantas vezes repetido “compromisso de campanha”.
Centenas de pessoas presentes. Plenário da Câmara ocupado por comissionados convocados, segundo testemunho de dois deles. Povo apinhado nos fundos da sala, na escada, nos jardins e na rua. O local não comporta reunião ou evento que reúna mais de 100(cem) pessoas. Não houve audiência. O povo não pode se manifestar. Pese aos pedidos, solicitações e protestos o “consenso resgate” foi imposto. Até o Sr. Vereador, Jairo dos Santos, presente na tribuna, foi desrespeitado e não teve acesso à palavra. A veemente imposição e, o fato de não permitir, ao palestrante, responder a uma pergunta, feita por escrito, em diálogo aberto com o interlocutor, motivou sério tumulto. O que foi anunciado como “Audiência Pública” foi reduzido a três monólogos impositivos, auto-promocionais, sem direito a apartes e permeados de alguns disparates e muitas inverdades.
Observamos atitudes e manifestações de comissionados, perigosas para o Município de Ubatuba e para a qualidade de sua Educação. Verificamos pessoas, sem memória, defendendo o que não conhecem, como já o fizeram, em 2000, esquecendo que, em Janeiro de 2001, choraram nos ombros da equipe da Secretaria de Educação, suplicando acabar com o desastre da terceirização e deportar a empresa para Jacareí. Foi grande a alegria quando receberam a notícia de que seu pedido já tinha sido atendido pela administração.
Alguns cidadãos quando sobem no “tijolinho”, de um cargo em comissão, esquecem, amizade, favores recebidos, tratamento respeitoso, apoios para seus projetos, compreensão para eventuais deslizes, não consideração das traições por eles praticadas e, pelos superiores disfarçadas, com cara de otários, em benefício da paz, etc. etc. Olvidam-se do slogan de uma antiga companhia de mudanças: “O Mundo gira, a Lusitana roda” e da sovada frase: “A História tem o velho costume de repetir-se, com personagens diferentes”.
Ouvindo a Sra. Secretária de Educação afirmar contundente: “O relatório do Prof. Eng. Olavo Egídio Ozzetti é inédito em Ubatuba,” não posso deixar de informa-la que, anexado ao processo de terceirização da merenda, de 2000, deve estar apensado outro exatamente igual, com os mesmos gráficos, acréscimos de valores, engodos, tabelas inventadas, registro de dados que não tinham sido colhidos, etc. A História repete-se. Não a conhecendo comete-se erros, calúnias e negam-se as realidades mais evidentes. Os passos que agora estão seguindo são os mesmos de 2000. Alguns dos personagens que os apóiam e coordenam também. Quais serão os resultados finais? O tempo dirá.
O plenário da Câmara Municipal estava ocupado por pessoas inteligentes e politizadas. Espero tenham percebido e interpretado os cumprimentos ruborizados que me fez, o Prof. Olavo, quando entrou no recinto. Não sendo ingênuos devem também percebido que, março de 2005, não foi a primeira vez que esteve em Ubatuba. Na seqüência, também não devem ter acreditado que só conhecia três pessoas em Ubatuba e não conhecia o Sr. Prefeito. Algumas, das pessoas presentes, devem também observado, como, o Prof Olavo, ficou constrangido, sem saída, sem argumentos, envergonhado quando, juntamente com a Dra Eleine Macário, o interpelamos em diálogo respeitoso, educado, sincero e incisivo. Essas reações de um homem acostumado a trabalhar em ambientes políticos e na intermediação dos negócios entre os poderes públicos e as empresas privadas deveriam merecer, de nossos administradores, se bem intencionados, momentos de reflexão, sobre o que estão fazendo.
No relatório apresentado, pelo Prof Olavo, e no qual a Sra Secretária, supostamente, acredita como se dogma de fé fosse, são acrescentadas inverdades que não aconteceram em 2004 :
-R$ 107.989,61, já contabilizados, anteriormente, nas despesas da Seção de Merenda e novamente relacionados no relatório;
-A remuneração de 228(duzentos e vinte oito) servidores, dos quais, menos de 100(cem) trabalhavam na merenda, em 2004;
-Fez uma pesquisa, durante quatro dias, em 15(quinze) escolas, em março de 2005, e a apresentou como ocorrida, em 2004, para efeitos de: 1- faltas de alunos à escola; 2- abstinência de comer merenda; 3- sobras de merenda; 4- repetições de merenda, etc. Esse fato isolado invalida o relatório. Supostamente demonstra má fé.
- Descaracterizou o cardápio, de 2004, diminuindo seu poder nutritivo à metade, com base em suposto cardápio de 2005 e teve o atrevimento de citar como responsável a Dra Eleine Macário, que o contestou veementemente ao final da reunião e prometeu denuncia-lo ao Conselho Nacional de Nutricionistas.
Um Relatório, portador de todos esses vícios, não pode servir de base para justificar preço de uma terceirização. É desonesto, enganoso, opina em assuntos de nutrição para os quais o Prof Olavo não está habilitado e desrespeita os mais elementares princípios éticos e profissionais de um suposto estatístico, como o Prof Olavo disse que é.
A Dra Eleine Macário e este escriba, dissemos todas essas coisas, ao Prof. Eng°. Olavo Egídio Ozzetti, Consultor, CREA 26.583/ D e ouvindo-o veio a minha memória aquela frase do bufão, da obra de teatro, “O condenado por desconfiado”, de Tirso de Molina, eximindo-se de toda responsabilidade: “Não ponho nem tiro Rei. Ajudo ao meu Senhor”.
O Prof Olavo nos disse: “Fiz o que a Prefeitura me pediu e me pagou para fazer, com os dados que ela me forneceu”. Afirmamos: O Relatório não tem validade. É desonesto. Constrangido, assentiu.
Liberto que me encontro de sofrer, pessoalmente, os efeitos da perda de autonomia das escolas e dos gastos excessivos com a terceirização da merenda, darei férias ao assunto.
A ele só voltando, caso seja incomodado.
NOTA: Os valores constantes no EDITAL para terceirização da merenda são:
Valor unitário aluno de creche/dia R$ 4,88;
Valor unitário aluno de Emei, escolas municipais e estaduais, R$ 1,37.
Agradeço ao Sr. José Pinto de Souza Americano a informação e o diálogo amigo, cordial , respeitoso e ameno que conosco manteve.

Corsino Aliste Mezquita
Ubatuba, SP

Foto do Dia Topo

Para participar desta seção basta enviar as fotos com crédito do autor e legenda, no tamanho mínimo
de 1024 x 768 pixels com resolução de 72dpi para fotododia@litoralvirtual.com.br.  O envio da foto caracteriza autorizada a sua publicação, assumindo o autor total responsabilidade pela publicação da mesma.

Ubatuba

Nascer do Sol no Farol - Emilio Campi

Nascer do Sol no Farol
©Emilio Campi

Envie sua foto!

Para instalar a foto como papel de parede (wallpaper)
Clique na foto acima. Após carregar a foto ampliada, clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e escolha "Definir como papel de parede" ou "Definir como fundo de tela". Para ajustar a imagem em tela cheia, clique em qualquer lugar da área de trabalho com o botão direito do mouse, escolha "Propriedades" / "Fundo de Tela" ou "Papel de Parede" / "Ampliar".

Arquivos:  Foto Saudade  -  Foto do Dia

 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão no Litoral Virtual:
Clique Aqui


As notícias, fotos e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
As cartas devem conter nome completo, RG, endereço, telefone de contato e um e-mail válido.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  identificação do autor.

Editor Chefe: Emilio Campi
Atualização: Juliano Gregori

GRÁTIS!!
Receba as Últimas Notícias do Litoral em seu e-mail:

Quero receber GRATUITAMENTE o boletim Últimas Notícias do Litoral:

e-mail:
Cidade:



Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

 

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br

©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor